b:if cond='data:blog.pageType == "index"'> Você vai amar!: Julho 2015

29 julho 2015

O tapetinho vermelho

Olá pessoal, tudo bem!
Hoje trouxe para vocês um mensagem que apesar de muito simples me trouxe uma ótima reflexão.

Uma pobre mulher morava em uma humilde casa com sua neta, que estava muito doente. Como não tinha dinheiro para levá-la a um médico e, vendo que, apesar de seus muitos cuidados e remédios com ervas, a menina piorava a cada dia, resolveu deixá-la sozinha e ir à pé até a cidade mais próxima, em busca de ajuda.
No único hospital público da região, foi-lhe dito que os médicos não poderiam se deslocar até sua casa; ela teria que trazer a menina para ser examinada.
Desesperada, por saber que sua neta não conseguiria sequer levantar-se da cama, ao passar em frente a um templo religioso resolveu entrar. Algumas senhoras estavam ajoelhadas fazendo suas orações. Ela também se ajoelhou.
Ouviu as orações daquelas mulheres e quando teve oportunidade, também levantou sua voz e disse:

“Olá, Deus, sou eu, Olha, a minha neta está muito doente. Eu gostaria que o Senhor fosse lá curá-la. Por favor. Anote aí, Deus, o endereço.”

As demais senhoras estranharam o jeito daquela oração, vendo que se tratava de uma mulher de pouca cultura, as senhoras retrucaram:

-Não é necessário, com nossas orações, com certeza sua neta irá melhorar.
Mas continuaram ouvindo a oração da pobre mulher.

“É muito fácil, é só o Senhor seguir o caminho das pedras e, quando passar o rio com a ponte, o Senhor entra na segunda estradinha de barro. Passa a vendinha. A minha casa é o último barraquinho daquela rua”. As senhoras que tudo acompanhavam esforçavam-se para não sorrir.
Ela continuou: “Olha Deus, a porta está trancada, mas a chave fica embaixo do tapetinho vermelho na entrada. Por favor, Senhor, cure a minha netinha. Obrigado.” E quando todas achavam que já tinha terminado, ela complementou: “Ah! Senhor, por favor, não se esqueça de colocar a chave de novo embaixo do tapetinho vermelho, senão eu não consigo entrar em casa. Muito obrigado, obrigado mesmo.”
Depois que a mulher foi embora, as demais senhoras soltaram as gargalhadas e ficaram comentando como é triste descobrir que as pessoas não sabem nem orar.
Mas, ao chegar em casa não pode se conter de tanta alegria, ao ver a menina sentada no chão, brincando com suas bonecas.

“Menina, você já está de pé?”

E a menina, olhando carinhosamente para a avó, disse: “Um médico esteve aqui, vovó. Deu-me um beijo na testa e disse que eu ia ficar boa. E eu fiquei boa. Ele era tão bonito. Sua roupa era tão branquinha que parecia até que brilhava. Ah! ele mandou lhe dizer que foi fácil achar a nossa casa e que ele ia deixar a chave debaixo do tapetinho vermelho, do jeito que você pediu.”
Reflexão:

Não importa como ou a forma que você ora. A verdadeira oração não necessita de palavras difíceis. É a manifestação espontânea do coração que se abre num colóquio íntimo, pedindo, agradecendo, louvando, reconhecendo a própria pequenez e a grande necessidade.
Um pouco de fé, leva-nos até Deus! Muita fé traz Deus até nós! O mais importante na vida é ACREDITAR!

Fonte: http://www.sitedopastor.com.br
Autor: Joaquim Moraquês

Nunca deixem de orar e que  Deus abençoe a vida de vocês!
Beijão

22 julho 2015

Mousse de Chocolate


Oiii? Tenha alguém aí?

Hoje eu vou de culinária! iupiiiii!!!


Nunca mais postei  receitinhas  aqui né? por isso a receita de hoje é super mega power simples, eu peguei no site Tudo gostoso mas tirei o ovo cru pois tenho medo de usar e estragar. Eu gosto de fazer com aquele chocolate meio amargo, mas como tinha ovos de pascoa na geladeira eu resolvi usar eles mesmo.


Essa receitinha eu fiz pra comemorar as bodas de chocolate(5 meses de casados)


Derreti 1 banda de chocolate (aproximadamente 200g) picada 
1 caixinha (200g) de creme de leite.

Decore  como preferir!

Coloque em banho maria, mas pode se no micro-ondas (nem lembrei disso) mexendo sempre até derreter por todinho, misturei o chocolate derretido com creme de leite. Prontinho! Depois só deixei na geladeira por 2 horas!

Renderam 4 porções




E isso galerinha! Quem gosta de Chocolate?
Se tiverem dicas sobre outros mousses de chocolate deixem aí

beijão 


14 julho 2015

Finde 28 e Bodas de Purpurina

Atrasei mais cheguei! kkkkk
Tem alguém aí? 
O que rolou no finde...


 Quinta foi dia de rir e matar a saudade:Cinema com os amigos da faculdade o filme Meu passado me condena 2 (muito divertido, rir até a barriga doer)

Sexta dia de engordar, Trattoria Don Pasquale: Comida maravilhosa e ótimo atendimento.

Sábado dia Happy Hour, com amor, irmã, cunhado e primos: Restaurante Fino espeto e banda Pop3 amei tudo!

E na segunda dia 13 completamos 7 meses de casados!

Beijão e vocês fizeram o que?

06 julho 2015

Escolhendo a Cabeceira


Olá pessoal!

Genteeee...que dúvida a minha!! E olhe que não sou dessas viu, sou bem decidida e sempre sei o que quero, muito raro eu ficar na dúvida na escolha de algo, mas esses dias me peguei com esse questionamento:Qual tipo de cabeceira por na nossa cama? Tô achando a minha caminha tão sem graça...

Acho que a dificuldade na escolha é a diversidade de opções que existem. Essa semana passei em uma loja e quase caiu para trás quando vi uma cabeceira de R$ 890,00 e quando fui olha outra o espanto foi ainda maior...até de R$2.500,00 achei. Tá doido!!

Vamos aos tipos:

Capitonê:acolchoado em tecido de algodão, seda, ou outro material, formando desenhos geométricos.Tipo estofamento.




Com Provençal: sua origem na região da Provença, que fica ao sul da França, são aquelas tipo antigas. 


Com patchwork: reunião de peças de tecido de várias cores, padrões e formas, costuradas entre si, formando desenhos geométricos.

As tipo faça você mesmo: Com paletesCom Janelas, quadros,  luzinhasCom ninchos essas são linda e dispensam apresentações né?











                                     Com Adesivo


E aí? Qual vocês gostam mais? Como é a de vocês? Alguém me dar alguma ideia?
Tenham uma semana abençoada!
beijão